A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 243

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /services2/webpages/util/i/g/ig7680372.igvantagens.com.br/viravida.org.br/public/system/core/Exceptions.php:170)

Filename: core/Security.php

Line Number: 134

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /services2/webpages/util/i/g/ig7680372.igvantagens.com.br/viravida.org.br/public/system/core/Exceptions.php:170)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 671

VIRAVIDA

ViraVida forma cidadãos para o mercado de trabalho

ViraVida forma cidadãos para o mercado de trabalho

O resgate da vida por meio de valores sociais ofertados pela oportunidade de estudo e inserção no mercado de trabalho é a meta do projeto ViraVida. A iniciativa, desenvolvida desde 2008 pelo Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI), combate a violação de direitos de crianças e adolescentes com idade entre os 14 a 24 anos, atendendo especialmente aqueles que sofrem violência sexual.

Para celebrar o resgate de um grupo de 27 jovens atendidos pelo projeto, entre os anos de 2013 e 2014, o SESI-DF entregará aos participantes um certificado de conclusão de curso nesta terça-feira (10), às 15h.

O Programa trabalha sobre os eixos da oferta de educação, qualificação profissional, resgate psicossocial e acesso a serviços básicos de saúde, que são direitos negados a muitas crianças e adolescentes, sujeitos a todo tipo de violência física, mental e sexual, em pleno século 21. Assim, eles terão condições necessárias para viverem em plenitude e longe das mazelas sociais que os mantinham às margens da sociedade.

De acordo com dados da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude do DF de 2013, os 33 Conselhos Tutelares tiveram um total de 43,5 mil atendimentos. A principal demanda foi relacionada a denúncias, que tinha por objetivo obter casos de violações de direitos. Neste panorama, os casos de negligências ocupa o primeiro lugar o que corresponde a 31% do total.

As violências psicológica, física e sexual ocupam o 2º, 3º e 4º lugares, respectivamente, no quantitativo total de casos relacionados à violação de direitos. Ainda segundo a Secretaria, Taguatinga é a região que mais abrigou denúncias desta natureza, com 1,3 mil chamadas. Na outra ponta da lista, está a cidade de Vicente Pires com o registro de quatro casos em 2013. Em nota, a pasta informou que relatório sobre violações de direitos de crianças e adolescentes no Distrito Federal em 2014 ainda não foi finalizado.

Um dos aspectos importantes do ViraVida é a inserção dos participantes no mercado de trabalho. A coordenadora regional do programa no DF, Maria Aparecida Lima, afirma que desde quando o projeto foi implementado na capital do país a taxa de empregabilidade de menores após a formação oferecida é de 82%. “Temos parceiros importantes que acreditam no trabalho e dão oportunidade aos jovens”, diz. Desta turma nove alunos já estão contratados como jovem aprendiz e os demais estão em processo

Os jovens assistidos pelo ViraVida receberam formação nas áreas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), pelo SESI, capacitações profissionais para a indústria para atuar como Operador de Microcomputador, Programador Web e Automação Residencial, pelo SENAI, e Auxiliar Administrativo, Recepcionista e Informática, pelo SENAC. Maria Aparecida ressalta que o ViraVida é mais uma resposta de inclusão social que o Sistema S dá a sociedade. “Resgatamos os sonhos e perspectivas desses jovens, para que eles se vejam como cidadãos e assim a sociedade faça o mesmo”, comenta.

O ViraVida tem como missão resgatar crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, que residem nas periferias e têm sua história de vida marcada por experiências relacionadas, entre outras questões, à violência física e psicológica, gravidez precoce e dependência química. “Em geral, essas crianças estão às margens da sociedade e não são ouvidas, mas nós damos voz e formação, elevando a escolaridade a eles. Isso é muito bacana”, completa.

Rede de parceiros

O ViraVida possui uma grande Rede de Enfrentamento, o que garante atendimento integral aos alunos, incluindo tratamento médico e odontológico, orientação jurídica, atendimento psicossocial – extensivo às famílias e um auxílio financeiro para mantê-los longe das ruas enquanto participam do Programa. Para atingir esse público, o programa recebe o apoio de todo o Sistema S, governos, associações, ONGs e instituições idôneas conhecidas pelo atendimento a jovens com esse perfil.

Selo social ViraVida

Durante a solenidade de outorga dos jovens assistidos pelo ViraVida, será entregue às empresas parceiras que tenham atendido nos anos de 2013 e 2014 as metas que haviam sido firmadas junto ao Programa. “A entrega destes selos resgata os valores sociais junto às empresas e reconhece o trabalho desenvolvido por elas”, afirma.

Os selos serão entregues à micro, pequenas e médias empresas, corporações, grupos econômicos, órgãos públicos, associações, organizações sociais e fundações como o Banco do Brasil, o Ministério Público do DF, e o Sistema S, entre outros. Juntos, eles contribuíram em uma ou mais áreas temáticas com o objetivo de contribuir para melhor o programa. Grupos de comunicação também devem ser homenageados.

Fonte: Federação das Indústrias do Distrito Federal (FIBRA)